...UM PRESENTE DO POETA..

...UM  PRESENTE  DO  POETA..

sábado, 24 de dezembro de 2011

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

<iframe title="YouTube video player" width="480" height="390" src="http://www.youtube.com/embed/FDw3CyOmj20" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
<iframe title="YouTube video player" width="480" height="390" src="http://www.youtube.com/embed/FDw3CyOmj20" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>
<iframe title="YouTube video player" width="480" height="390" src="http://www.youtube.com/embed/FDw3CyOmj20" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

sábado, 29 de janeiro de 2011

<iframe title="YouTube video player" class="youtube-player" type="text/html" width="480" height="390" src="http://www.youtube.com/embed/FDw3CyOmj20" frameborder="0" allowFullScreen></iframe>
<iframe title="YouTube video player" class="youtube-player" type="text/html" width="480" height="390" src="http://www.youtube.com/embed/FDw3CyOmj20" frameborder="0" allowFullScreen></iframe>

terça-feira, 19 de outubro de 2010

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

video

ACORDO




ACORDO


Apenas quando o silêncio se fizer ouvir
Te deixarei entrar.
Em minha casa, em meu quarto, aqui dentro!
Quero sentir teu desejo
Desnuda-me com teu beijo
O mais louco que guardou pra mim!


Apenas quando as flores esconderem seus perfumes
Me permitirei te provar.
Invadindo teu espaço despertando teus sentidos
A tua pele, o teu gemido
O teu grito permitido
Aquele que a tua boca não consegue sufocar!


Apenas quando a minha boca esquecer o teu sabor
Me deixarei ficar
Sem os anseios que tu ousas despertar
Meu coração audaz, acelerado
Meu desejo contumaz, enamorado
Tudo que sou perto de ti!


Apenas quando a Lua não mais brilhar
E o Sol abrir mão do seu calor
Te deixarei partir
E entre desejo e saciedade
Viverei minha saudade
Dormirei com minha dor.



Ana Barreto

MULHER



Mulher
O homem descrever a mulher
É uma ironia
É uma enorme covardia.
Porque a mulher é sua metade
Da sua vida ela é parte.
É o ar que ele respira
É a noite, é o dia
É fonte transbordante
De carinho e alegria

Para o homem a mulher
É a razão de seu existir.
É simbolizada pela flor
Devido a sensibilidade
A sua delicadeza
E rara beleza
Qual perfume é impregnado
Em sua alma, no seu viver.

Ah! Não dá para dizer
O que representa a mulher
Para o homem
Pois é um grande mistério
Que até Deus em sua criação
Percebeu tal inclinação
Ao conceber a mulher
Tirou parte do homem
Dando ele para ela
E nos dois um só Ser.

Ataíde Lemos

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

UM AMOR COM AMOR




"UM AMOR COM AMOR"

Quero
uma casa sem portas,
Um espaço sem vento!
Um amor com amor!

Quero,
Um rumor de água
por perto,
iluminando o teu corpo
aberto como um barco.

Quero
um cais ou um porto
onde as gaivotas
se percam
e
as andorinhas
secretamente
nos avisem
que a Primavera chegou.
(luizacaetano)



sábado, 28 de agosto de 2010



«Uso a palavra como quem a veste; desnuda-se de vestes; traduz-se; simplifica-se. Sempre pelo avesso para sentir o lado de dentro. E sempre sob a pele, para nunca tatear o que não toque um sentimento» 

[Katyuscia Carvalho]